Santander Brasil será um banco “plastic free” até 2020

O Santander anunciou hoje a decisão de se tornar um banco plastic free (livre de plástico). O plano prevê, no primeiro momento, atacar o consumo de plástico de uso único, que vai de copos de água e café a garrafinhas de água, e representa 73% do total de plástico utilizado a cada ano pela instituição, ou 207 toneladas. O fim do uso de descartáveis começará, neste ano, pelas áreas administrativas, e, até o fim de 2020, a medida será aplicada a toda a rede de cerca de 3,5 mil agências e pontos de atendimento do Banco.

“É fundamental que organizações de grande porte, como a nossa, deem o exemplo para a sociedade e rompam a inércia que nos leva a utilizar no dia a dia soluções que são simples, mas insustentáveis no longo prazo”, explica José Paiva, vice-presidente executivo sênior da área de Meios do Santander Brasil. “Trata-se de uma operação complexa, porque exige a busca de alternativas reaproveitáveis para alguns produtos, além de renegociações com fornecedores. Nossa ideia é justamente seguir adiante com toda a cadeia.”

Outra preocupação do banco é reduzir o impacto da medida para os 48 mil funcionários e mais de 22 milhões de clientes que frequentam suas instalações. “Vamos atuar fortemente na conscientização das pessoas. Mostraremos que todos ganham ao utilizar uma caneca em vez de um copo plástico para tomar o cafezinho ou a água, ou ao abolir o uso do canudinho descartável”, afirma Vanessa Lobato, vice-presidente executiva de Recursos Humanos do Santander Brasil. “Precisamos estimular novos hábitos e transformar atitudes, a partir do entendimento de que há boas razões para isso.”

O plano de redução do uso de plástico pela instituição financeira foi desenvolvido por 13 profissionais do programa Young Leaders, que elege jovens executivos para passar por um conjunto de treinamentos e endereçar temas estratégicos da organização. O grupo respondeu a um desafio apresentado pela direção do banco, e o resultado saiu na forma de um projeto, cuja viabilidade foi rapidamente testada e aprovada pela organização. “Melhor do que ver nossa ideia colocada em prática pelo banco é saber que a iniciativa contribuirá efetivamente para construirmos um futuro mais sustentável e eficiente”, diz Denis de Lutiis, um dos participantes dos Young Leaders.

De acordo com Karine Bueno, head de Sustentabilidade do Santander Brasil, a eliminação dos plásticos single use é parte de um compromisso mais amplo da organização que já resultou na redução do consumo de água, luz e papel nos últimos anos. “Outra frente em que atuamos é o uso de energia renovável, que já representa 100% do consumo das agências de Minas Gerais e 70% no Rio de Janeiro”, acrescenta a executiva.

O Fórum Econômico Mundial, realizada em janeiro em Davos, na Suíça, colocou pela segunda vez a poluição por produtos plásticos entre as pautas principais do encontro de líderes mundiais. Na edição de 2016, especialistas apontaram que, mantido o ritmo atual de descarte, o número de resíduos plásticos irá superar o de peixes nos oceanos até 2050. Em resposta à demanda que extrapolou os círculos dos ambientalistas, empresas buscam meios de reduzir drasticamente o uso do plástico em suas atividades.

 

Fonte: https://ciclovivo.com.br/inovacao/negocios/santander-brasil-sera-um-banco-plastic-free-ate-2020/

Recent Posts

Leave a Comment