Produtos Florestais Não Madeireiros

 

As demandas nacionais por produtos oriundos das florestas do País crescem a cada dia, seja eles produtos madeireiros ou não madeireiros. O manejo florestal surge como uma alternativa e solução para a exploração dos recursos da floresta de forma sustentável de maneira a suprir a demanda, garantindo a conservação dos remanescentes florestais.  Inclusive, os Produtos Florestais Não Madeireiros (PFNM’s) tem caído no gosto da população Brasileira e contribuído para a renda de muitas famílias.
A exploração dos PFNM’s tem se intensificado nestes últimos anos, devido sua importância econômica, social e ambiental, por atuar em pequenas propriedades e preservar parte da biodiversidade das florestas nativas. Alguns estudos com populações rurais constataram que a atividade de exploração de PFNM’s pode proporcionar maior engajamento de pessoas, que passam a ter, na atividade, um componente de subsistência, como também uma alternativa na complementação da renda de muitos agricultores.
Os recursos não madeireiros da floresta passaram a ter maior exploração no Brasil após a Rio 92, evento no qual surgiu o termo sustentabilidade, cujo princípio é que a ação humana, no presente, não deve comprometer os recursos naturais e a qualidade de vida das gerações futuras. Mas o conceito vai além disso, incorporando aspectos de sustentabilidade ambiental, ecológica, social, política, econômica, demográfica, cultural, institucional e espacial. As atividades voltadas para a exploração de PFNM’s é considerada sustentável quando adotadas técnicas de Manejo Florestal, visando a exploração dos recursos, impactando o mínimo a floresta e enriquecendo as áreas com o plantio de mais indivíduos das espécies exploradas. Além disso, considera-se também a contribuição deste serviço para a geração de renda e empregos a uma comunidade, segurança alimentar, dentre outros.

Confira o artigo completo: http://www.centralflorestal.com.br/2017/05/produtos-florestais-nao-madeireiros.html

 

Fonte: http://www.centralflorestal.com.br/2017/05/produtos-florestais-nao-madeireiros.html

Recent Posts

Leave a Comment