Mexicana cria inovador plástico biodegradável feito suco de cacto

Uma abundante e importante espécie de planta do México, que serve como base para a refeição dos povos mexicanos e central-americanos há milhares de anos, conhecida como nopal, ganhou mais uma funcionalidade em seu rol de benefícios: ser a matéria-prima de um plástico biodegradável que ajuda a reduzir a poluição e preservar o meio ambiente.

O nopal é um tipo de cacto utilizado não só como alimento, mas como um medicamento contra doenças metabólicas, como a diabetes e a hipercolesterolemia. Além disso, é rico em fibras e polifenóis, sendo assim uma fonte de subsistência com baixo índice glicêmico e elevadas propriedades antioxidantes.

Agora, a pesquisadora mexicana Sandra Pascoe encontrou mais uma propriedade incrível dessa planta: seu suco. A partir dele, Sandra desenvolveu um material forte o suficiente para servir como embalagem descartável e não-poluente, 100% biodegradável.

“Eu removo os espinhos, coloco a polpa sob uma prensa e obtenho o suco para usar como matéria prima”, disse a pesquisadora da Universidade Atemajac Valley, em Guadalajara. Esta substância é então misturada com aditivos não tóxicos para obter o plástico.

Para levar seu estudo adiante, Sandra adquire os nopales em San Esteban, um pequeno município de 37 mil habitantes nos arredores de Guadalajara, cercado por colinas com jardins de cactos.

Boa parte da riqueza do setor primário dessa região advém do cultivo da planta, que está presente até no escudo nacional do país.

“O que fazemos é tentar nos concentrar em objetos que não têm vida útil longa. Estamos pensando em algum tipo de descartável e nas embalagens de uso único “, acrescentou a pesquisadora.

As autoridades mexicanas vem tomando medidas para inviabilizar a produção e consumo em massa do plástico, que demoram séculos para se degradar no meio ambiente.

No final do ano passado, o Congresso de Jalisco (estado mexicano) aprovou uma lei que proíbe as empresas de usarem sacolas plásticas de uso único que não sejam biodegradáveis, bem como outros produtos como canudos ou itens descartáveis. A lei começará a ser aplicada em janeiro de 2020.

Fonte: https://razoesparaacreditar.com/sustentabilidade/plastico-biodegradavel-suco-cacto/

Recent Posts

Leave a Comment