ENERGIA VERDE E LIMPA

ENERGIA VERDE E LIMPA

Biomassa florestal vai superar bagaço de cana na corrida por combustíveis sustentáveis

A estimativa da EPE (Empresa de Pesquisa Energética) é que a demanda por energia no Brasil vai triplicar até 2050. A tendência mundial mostra que as fontes menos poluentes vão dominar neste cenário, com supremacia da biomassa florestal frente a outros materiais como o bagaço de cana-de-açúcar, atualmente a principal matéria-prima para geração de energia da categoria. Especialistas do setor mostram que o Brasil tem tudo para ser o líder mundial. É importante, no entanto, planejamento quanto à logística, diversificar espécies, modelos de aproveitamento e regiões.

O consumo de energia elétrica no país crescerá 4,3%, em média, nos próximos dez anos, segundo estudo da EPE, até atingir a impressionante demanda prevista para 2050 – 1.624 Twh (terawatt-hora). Outro estudo, este em nível mundial, reforça que as fontes renováveis vão superar os combustíveis fósseis na demanda e também em investimentos recebidos. A edição 2016 do estudo Energy Outlook, feito pela Bnef (Bloomberg New Energy Finance, prevê investimento de US$ 7,8 trilhões em fontes como eólicasolar e biomassa até 2040, superior ao montante destinado às energias fósseis.

No Brasil, a biomassa é responsável por abastecer 10% de toda matriz energética. Porém, o bagaço da cana-de-açúcar com 10.961.941 Kw (quilowatts), ou seja 80%, é o principal insumo, enquanto a floresta com 2.779.647 Kw ocupa um distante segundo lugar, abocanhando 20% do total gerado por biomassa, segundo dados da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Mas agora a boa notícia: o combustível vindo das florestas vai ultrapassar o rejeito da cana até 2040, segundo projeções da da EPE, quando as florestas energéticas serão a principal fonte de biomassa energética.

 

Fonte: http://referenciaflorestal.com.br/2014/09/24/duis-mollis-magna-porta-ipsum-eget-feugiat/

Recent Posts

Leave a Comment