Tartaruga verde tratada durante 4 meses por pesquisadores do CEM volta ao mar; espécie é considerada vulnerável

Encontrada com ferimentos graves na cabeça há cerca de quatro meses, no Litoral do Paraná, uma tartaruga verde (Chelonia mydas) que recebeu tratamento por pesquisadores do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) do Centro de Estudos do Mar (CEM) da UFPR voltou para o mar na última sexta-feira (8). Para se recuperar, a tartaruga foi submetida a cirurgia e cuidados intensivos no Centro de Reabilitação e Despetrolização de Fauna Marinha (CReD), em Pontal do Paraná. A tartaruga verde é uma espécie considerada vulnerável pela portaria mais recente do governo federal sobre a fauna brasileira (n.º 444/2014).

Segundo o médico veterinário Marcillo Altoé, que atua no centro, as lesões paralelas que o animal apresentava no crânio são características de um atropelamento por embarcação a motor — os ferimentos devem ter sido causados por uma hélice.

Tartaruga ficou apta para soltura depois de quatro meses de tratamento em Pontal do Paraná. Fotos: PMP-BS/Divulgação

 

Durante a cirurgia, os médicos veterinários retiraram o olho direito lesionado, os tecidos mortos associados à ferida e os restos de fragmentos ósseos. Em seguida, a tartaruga recebeu medicamentos para combater infecção, inflamação e dor. Por fim, o ferimento foi higienizado e finalizado com curativo e bandagem a cada 48 horas.

Após quatro meses de tratamento, o animal recuperado estava apto para a soltura. “As tartarugas marinhas são símbolo de resistência e adaptabilidade. Animais fantásticos, porém sem capacidade de defesa contra colisões e outras interações negativas com atividades humanas. Somos nós que precisamos cuidar para reduzir o impacto a elas”, frisa Camila Domit, bióloga e coordenadora do LEC.

Resgate

Ao encontrar a tartaruga verde ferida, moradores da região acionaram o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), que atua com ações de resgate e atendimento à fauna marinha — mamíferos, tartarugas e aves marinhas. O resgate pode ser solicitado diretamente à equipe do projeto ou ao CEM.

Os telefones são o 0800-642-3341 e o (41) 3511-8671.

O PMP-BS é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama).

 

Fases do tratamento: estado do animal no dia do resgate; raio-x que revelou fratura no crânio; cabeça recuperada após quatro meses de tratamento; e a caminhada para o mar, no último dia 8

 

O projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. No litoral paranaense, o PMB-BS e executado pelo LEC, do CEM-UFPR.

Espécie

Segundo a Portaria n.° 444/2014, a Chelonia mydas é uma das cinco espécies de tartaruga marinha ameaçadas de extinção no Brasil em diferentes níveis — por isso estão na Lista Nacional Oficial de Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção mais recente, que é o tema da portaria.

Além da tartaruga verde, classificada como vulnerável, estão na lista as espécies Caretta caretta e Lepidochelys olivacea, consideradas em perigo, e as espécies Eretmochelys imbricataDermochelys coriacea (criticamente em perigo, o grau mais elevado de ameaça).

Por parte do Centro Tamar, do Instituto Chico Mendes (ICMBio), existe a expectativa de que parte dessas espécies tenha alcançado condições de sair da lista, devido aos esforços de conservação e pesquisa dos últimos anos. Entre as tartarugas marinhas, a verde é a espécie mais comum no litoral brasileiro e provavelmente a mais beneficiada por essas iniciativas.

(Com informações da assessoria de comunicação do PMB-BS)

01

Fonte: https://www.ufpr.br/portalufpr/noticias/tartaruga-verde-tratada-por-pesquisadores-do-cem-volta-ao-mar-especie-e-considerada-vulneravel/?fbclid=IwAR2Xj0p-0V9el9kPzW7JBVxblVfeyvjZKV4A9zkLcx9iL9LorumWirrnLFI

 

Recent Posts

Leave a Comment