O IMPACTO DAS GEADAS NA SÓCIO-ECONOMIA DO ESTADO DO PARANÁ

Quatro décadas depois, um olhar sobre a Geada de 1975

Evento de Extensão

Em Junho de 1975, o norte do Paraná amanheceu queimado sob o gelo. A geada que devastou as plantações daquela madrugada marcava – 3ºC em abrigo e – 9º na relva e moldou todo o estado do Paraná da forma como conhecemos hoje.

 

 

PROPÓSITO: Discutir o histórico, as causas, fatores intervenientes e impactos dos eventos de geadas no estado do Paraná, sob focos climatológico, social e econômico, em especial ênfase na geada de 1975 e suas conseqüências.

DATA: 05/06/2018 (Dia Mundial do Meio Ambiente).

HORÁRIO: 18:30 às 22:30 hs.

LOCAL: Auditório do Bloco Didático Novo(ao lado RU) – Campus Agrárias UFPR

FORMATO: Palestras de 20 minutos para cada convidado, seguido de debate.

PÚBLICO-ALVO: Profissionais de diversas áreas interessados no tema, estudantes dos cursos de Ciências Agrárias da UFPR e externos, demais interessados da comunidade acadêmica e fora dela.

PALESTRANTES E TEMAS

Painel: Aspectos agronômicos e fisiológicos das geadas

  1. Agr. Luiz Roberto de Souza (SEAB) – “Mudanças na agricultura do Noroeste e Norte Novíssimo do Paraná após a geada de 1975 – lições aprendidas”.
  1. Ph.D. Adaucto Bellarmino de Pereira Neto (UFPR) – “Fisiologia da formação da geada: a morte do tecido por desidratação”.
  1. Meteorologista Dr. Cezar Gonçalves Duquia (SIMEPAR) – “Avanços nos métodos da previsão das geadas”.

 

Painel: A Geada de 1975

  1. Jornalista Adriano Justino (Gazeta do Povo) – “O dia que não acabou”.
  2. Economista Dra. Marisa Vale Magalhães (IPARDES) – “Os intensos movimentos migratórios do Paraná nas décadas de 1970 e 1980”.
  3. Dr. Eugênio Stefanello (UFPR) – “A diversificação da produção no Norte do Paraná a partir da geada de 1975”.
Recommended Posts

Leave a Comment