Estudo encontra substância de frigideiras em golfinhos, peixes e aves

Pesquisadores do Ministério do Meio Ambiente e Mudança Climática do Canadá encontraram no sangue de alguns golfinhos, peixes e aves uma substância química muito utilizada para fabricar frigideiras antiaderentes e fazer tapetes resistentes a manchas.

Os estudiosos publicaram nesta quarta-feira (28) a descoberta na revista científica da Sociedade Americana de Química (ASC, sigla em inglês). De acordo com a pesquisa, o ácido fosfínico perfluoroalquil (PFPIA), um subgrupo da família de substâncias perfluoroalquilos, além de atualmente ser utilizado para produzir frigideiras antiaderentes e tapetes resistentes a manchas, no passado foi usado em pesticidas.

Acredita-se que estas substâncias causem problemas de saúde e, apesar de já terem sido detectadas em amostras de sangue humano, nunca foram estudadas com profundidade. Os PFPIA permanecem no meio ambiente por muito tempo, o que aumenta a probabilidade que serem inalados ou ingeridos por pessoas ou animais.

Os pesquisadores canadenses descobriram a substância química em amostras de sangue de peixes perto da Ilha de Montreal, no Canadá, em exemplares da ave cormorão nos Grandes Lagos da América do Norte e em golfinhos do gênero Tursiops na Flórida e na Carolina do Sul, nos Estados Unidos.

De acordo com eles, embora as quantidades detectadas sejam relativamente pequenas, os PFPIA estavam presentes em todas as amostras recolhidas, o que ressalta “a necessidade de estudar os potenciais efeitos destas substâncias”.

 

Fonte: G1

Recommended Posts

Leave a Comment