Comissão de Meio Ambiente debaterá riscos do avanço da soja no Pantanal

Os impactos negativos do avanço da soja no Pantanal serão discutidos nesta quarta-feira (21) em audiência pública da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA). O debate foi proposto pelo senador Pedro Chaves (PSC-MS), que está preocupado com o elevado uso de agrotóxicos em lavouras na região e com o assoreamento dos rios, resultando em impactos sobre a fauna e a flora do Pantanal. “Estudos de entidades como a Embrapa Pantanal e o SOS Pantanal alertam para a necessidade de construção de um modelo de planejamento e fiscalização ambiental que permita dar ao Estado instrumentos de controle e monitoramento sobre a região”, observa o parlamentar.

 

imagem_materia

Ele considera urgente a identificação de mecanismos para minimizar efeitos do crescimento da cultura da soja na região e garantir o desenvolvimento do ecoturismo no Pantanal. Pedro Chaves lembra que o Pantanal é considerado pela Unesco Patrimônio Natural da Humanidade e presta serviços ambientais essenciais à biodiversidade brasileira.

Foram convidados para o debate Roberto Klabin, presidente do Instituto Socioambiental da Bacia do Alto Paraguai SOS Pantanal; Ricardo Eboli, diretor de Licenciamento Ambiental do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul; e Luiz Ribas, diretor da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso. Também devem participar Ângelo Rabelo, presidente do Instituto Homem Pantaneiro, e Lucas Galvan, diretor da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul, além de um representante do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A audiência pública começa às 9h30, na sala 6 da Ala Nilo Coelho, no Senado.

 

Fonte: Senado.leg.br

Recommended Posts

Leave a Comment