A lâmpada viva que usa planta para gerar a própria energia

Design, tecnologia e sustentabilidade andam cada vez mais juntas. Na Dutch Design Week, na Holanda, projetos de apelo sustentável dominaram a cena, com destaque para uma lâmpada que usa uma planta viva para gerar sua própria eletricidade.

A Living Light usa micro-organismos para converter a energia química que a planta produz naturalmente durante a fotossíntese em corrente elétrica, durante um processo chamado de energia microbiana.

O designer holandês Ermi van Oers, responsável pelo projeto, desenvolveu a lâmpada para que seja totalmente autossuficiente e funcione fora da rede. Ou seja, não é necessário que esteja conectada a uma tomada elétrica.

A “luz viva” envolve uma planta dentro de um tubo de vidro. A corrente elétrica gerada no processo passa ao longo de um fio e termina em um anel equipado com LEDs, que se acendem quando alguém toca as folhas da planta.

Segundo Van Oers, há um grande potencial para utilização desse tipo de fonte energética na iluminação pública, o que inclusive já está sendo testado em parques públicos de Roterdã. No entanto, o designer ressalta que, no estágio atual da tecnologia, ainda só é possível produzir uma pequena quantidade de energia.

 

Fonte: Solam.

Recommended Posts

Leave a Comment