Equipe responsável pelo inventário do Setor de Agrárias é premiada

José Clóvis Borges e Elinéia Frohlich recebem o Certificado (foto arquivo pessoal)

O inventário de bens da Universidade Federal do Paraná é um passo importante para a conservação do patrimônio da instituição. Saber onde e em que condições estão os itens que compõem esses bens , bem como os nomes dos responsáveis por cada um deles, é uma tarefa trabalhosa, mas importante. Por isso, os setores e departamentos designam anualmente servidores para essa atribuição. A equipe do Setor de Ciências Agrárias é formada por 47 pessoas que durante o ano catalogaram e verificaram 13.209 itens. Isso representa 88% do total de bens do Setor.

Pela dedicação e resultados, o Setor recebeu o Certificado de Excelência, ficando em terceiro lugar entre os setores que possuem maior número de itens a serem catalogados. “No ano passado catalogamos 77%  e em 2015, 68%. Nossa meta para o ano que vem é chegar a 95% dos bens inventariados”, explica José Clóvis Pereira Borges, presidente da subcomissão do Inventário Patrimonial do Setor de Ciências Agrárias. Os bens não catalogados normalmente estão em nome de servidores que faleceram ou se afastaram da instituição. Por isso, nesses casos o processo é mais demorado e burocrático.

Todos os membros da equipe de Agrárias passaram por um treinamento. “Isso foi fundamental para preparar e conscientizar os servidores para a importância do inventário para a manutenção dos bens da UFPR. Além disso, o inventário é uma exigência legal que é fiscalizada por órgãos externos”, diz Elinéia do Rocio Frohlich, vice-presidente da subcomissão.

Em todas as instituições federais, os servidores docentes e técnico-administrativos devem se responsabilizar pelo uso e a guarda dos bens patrimoniais conforme a Lei 8112, sendo que o não cumprimento poderá resultar em sanções no âmbito administrativo e junto ao Ministério Público Federal.

 

Fonte.

Recommended Posts

Leave a Comment