Alunos da UFPR vencem hackathon promovido pela Nasa

Seis estudantes do curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foram premiados em um hackathon da National Aeronautics and Space Administration (Nasa). O evento, que ocorreu em Curitiba em outubro, foi promovido com o objetivo de solucionar problemas reais baseados em dados disponibilizados pela agência do governo federal dos Estados Unidos.

Os alunos da UFPR deixaram sua marca no ‘’Nasa International Space Apps Challenge Curitiba 2019’’. O hackathon – maratona de trabalho para a resolução de um problema – foi realizado pela incubadora da agência americana simultaneamente em 200 cidades do mundo. Ana Júlia de Couto Floriano, Iuri Pavani de Souza, Miccaela Bogasz Santiago, Rodolpho de Souza David, Valter Wergenski e Yuri Poledna foram os representantes da Universidade premiados na categoria da Bosch, empresa multinacional alemã de engenharia e eletrônica.

A edição curitibana contou com a participação de 78 equipes. A categoria do Boticário, empresa brasileira de cosméticos e perfumes, e a categoria geral do evento também fizeram parte da competição e ofertaram premiações.

Os alunos da UFPR foram premiados no desafio “Internet no Oceano”, em categoria que estimulou a criação de soluções para mobilidade. Divulgação

 

Os desafios a serem solucionados foram disponibilizados pela organização do evento. O tema ‘’Internet no Oceano’’ foi escolhido duas semanas antes pelos integrantes da equipe da UFPR. Para a elaboração do projeto, os alunos tiveram o período do hackathon, que somou 53 horas: do dia 18 de outubro, às 14h, até o dia 20, às 19h.

Além da qualidade dos projetos, um critério utilizado pela banca da Bosch para decidir o vencedor da categoria foi a aplicabilidade à mobilidade. Os estudantes de Engenharia Elétrica da Universidade premiados receberam um carregador portátil, uma caixa de som à prova d’água e agendas da empresa personalizadas. O grupo também terá a oportunidade de participar de uma incubação na Jupter TechSpace e de uma mentoria da Cari Design – com início em novembro e duração de três meses. A proposta para esse período é que o grupo aprimore as tecnologias e as transforme em um produto comercial, cujo projeto será apresentado à multinacional alemã.

Rodolpho David, um dos vencedores do prêmio, elenca as etapas para o desenvolvimento do trabalho. ‘’Primeiramente listamos possíveis tecnologias capazes de tornar a internet acessível sobre o oceano para usuários. Em seguida, selecionamos as ideias que visavam o melhor custo-benefício. Por fim, projetamos  e construímos os protótipos’’.

Para expor os resultados, foi estabelecido o limite de três minutos para cada equipe, no formato Pitch – apresentação rápida e direta para defender uma proposta. A banca avaliadora contou com o mesmo tempo para fazer perguntas aos grupos.

O evento

O “Nasa International Space Apps Challenge Curitiba 2019” foi realizado no Centro Rebouças de Inovação e Aceleração (Cria). Cada equipe foi composta por até seis integrantes. Ao todo, 479 pessoas participaram. Essa foi a terceira edição do evento na capital paranaense. Ele vem sendo realizado anualmente desde 2017. Em 2018, o Hackathon ocorreu em 75 países, com 18 mil participantes, segundo os organizadores.

Além do grupo de estudantes da UFPR, outras equipes também foram premiadas: uma selecionada pela banca do evento, que considerou exclusivamente o projeto; outra, escolhida por representantes do Boticário, que consideraram também o quesito sustentabilidade.

 

Por Breno Antunes da Luz

Sob supervisão de Bruna Bertoldi Gonçalves

Parceria Superintendência de Comunicação e Marketing (Sucom) e Agência Escola de Comunicação Pública e Divulgação Científica e Cultural da UFPR

 

Fonte: https://www.ufpr.br/portalufpr/noticias/alunos-da-ufpr-vencem-hackathon-promovido-pela-nasa/

Recent Posts

Leave a Comment